Projeto cannabis nas universidades é criado por profissionais veterinários

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Reprodução)

Por João R. Negromonte

O projeto “Cannabis nas Universidades” foi pensado para levar o conhecimento da terapia canabinoide para dentro das instituições de ensino do país. A ação, sem fins lucrativos, conta com diversos especialistas da área de medicina veterinária e apresentará, para os interessados do meio acadêmico, como os compostos da maconha podem ser benéficos para os bichinhos e seus tutores. 

Com 4 horas de palestras, no formato  online ou presencial por alunos ou profissionais das universidades, a ideia é fomentar a discussão sobre a pauta, que ainda sofre muito preconceito.   

“Levaremos informações no formato Workshop ministrado por uma equipe altamente qualificada de médicos veterinários. Caso a instituição tenha interesse, disponibilizamos todo o material e acessórios necessários para criação de uma disciplina (optativa e/ou obrigatória) a ser implementada na grade curricular do curso,” diz o documento oficial de lançamento do projeto. 

O grupo, formado por 17 profissionais da área, conta com a idealização das médicas veterinárias Kátia Ferraro, Gabriel Cabrerizo e  Fabiana Augusto Pereira, que falaram em entrevista ao portal sobre a importância do projeto. 

“Queremos levar ensino de qualidade  nas universidades para que, esses alunos, após a graduação,conheçam a existência e importância da medicina canabinoide e com isso se aprimorem no assunto,” destaca Fabiana Augusto.

Quando questionados porque ainda existe uma dificuldade no reconhecimento dessa terapia como uma alternativa de tratamento para os animais, a resposta foi direta:

“Estamos aguardando o reconhecimento pelo Conselho de Medicina Veterinária. A Anvisa fez a RDC 327 onde incluiu os médicos, quem regulamenta os médicos veterinários é o MAPA. O Conselho Federal de Medicina Veterinária está trabalhando conosco, montamos um documento e foi enviado à Anvisa, para nos incluir na norma também”, reforça Cabrerizo.

Mesmo com alguns entraves burocráticos, os criadores da ação se mostraram bem animados e revelaram que a intenção é justamente “unir profissionais engajados nessa temática, para que os estudantes tenham acesso ao conhecimento”, diz Kátia que continua: “a nossa intenção é que o futuro médico veterinário saiba que existe a medicina veterinária canabinoide”. 

Para mais informações de  como levar esse projeto para dentro da sua instituição de ensino, entre em contato por meios do email cannabisnauniversidade@gmail.com ou whatsapp:

(19) 98131-0123 – Kátia Ferraro 

(11) 98952‑8596 – Fabiana Pereira

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese