Trulieve tem boa estrutura para crescer no mercado de cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Créditos da imagem: Pexels/Anna Nekrashevich)

Curadoria Sechat, com informações Investing.com

À primeira vista, pode soar repetitivo dizer que todas as empresas da indústria da cannabis estão aguardando uma legislação federal nos EUA que legalize a maconha. Mas esse é o único ponto de interesse quando falamos desse mercado. Muitas coisas dependem disso. E o destino de muitas empresas será determinado por seu desempenho assim que esse megamercado for aberto.

É por isso que tantos investidores estão prestando bastante atenção à forma como essas empresas estão posicionadas, a fim de aproveitar essa oportunidade única quando ela aparecer. E o relógio soa cada vez mais alto à medida que essa eventualidade se aproxima.

Uma empresa que parece estar bem preparada é a Trulieve (OTC:TCNNF) (CSE:TRUL). A produtora de cannabis da Flórida vem registrando crescimento constante e possui uma boa estrutura corporativa.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Trulieve diárioTrulieve diário

As ações da Trulieve atingiram o pico depois da divulgação do seu último balanço, na semana passada, alcançando o valor de US$33,61. Mas, desde então, passaram a recuar um pouco, fechando ontem a US$27,40, uma queda de 5,5% no dia.

Mesmo assim, no último ano, o papel acumula valorização de mais de 16,5%. É uma medida impressionante em um mercado difícil que pode ver grandes vencedores no futuro.

A seguir, apresentamos os fatores que fazem com que a Trulieve esteja em condições favoráveis:

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Primeiramente, vamos analisar seu crescimento.

Na semana passada, a empresa revelou seu último balanço trimestral, que apresentou um ganho de 64% ano a ano na receita. Esse número agora é de US$224,1 milhões, acima das expectativas dos analistas.

Seu lucro bruto também subiu bastante, saltando 68,7% e alcançando US$153,9 milhões no último trimestre encerrado em 30 de setembro.  É uma alta em relação aos US$102,2 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Seu lucro também deu um belo salto, 7%, para US$18,6 milhões no trimestre, apesar de um custo não recorrente de US$16,4 milhões.

Agora, vamos dar uma olhada na estrutura da companhia.

Ela é uma das poucas empresas americanas do setor da maconha verticalmente integradas, ou seja, ela controla todo o processo, desde o cultivo até a comercialização. Também é uma operadora multiestágio. Isso tem permitido que a companhia cresça de forma constante onde pode atuar. E ela vem se saindo bem nesse quesito. Hoje, ela é a maior varejista de cannabis dos EUA.

A Trulieve diversificou seus negócios a partir das suas origens como empresa de marijuana medicinal e enveredou pelo mercado recreativo, onde tem papel de liderança.

Ela também está se expandindo de outras formas. No mês passado, ela concluiu sua aquisição de US$2,1 bilhões da Harvest Health & Recreation, uma empresa de marijuana medicinal. É daí que vem a depreciação recente e não recorrente de seus ativos de US$16,4 milhões.

Mas a nova aquisição já está crescendo. No último trimestre, a Trulieve abriu 13 novos dispensários com a bandeira da Harvest. Juntas, elas operam 155 lojas e 3,5 milhões de metros quadrados de espaço de cultivo.

A integração vertical, como ocorre com as maiores operadoras canadenses, permite que a Trulieve esteja em melhor posição para aproveitar ao máximo a oportunidade de expandir seus negócios quando houver a legalização federal nos EUA. Ela poderá controlar seus estoques e ampliar suas operações de varejo.

VEJA TAMBÉM:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese