Interessante ponto de vista!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
fernando-paternostro-colunista-sechat
Fernando Paternostro é empresário, triatleta, criador do Atleta Cannabis, pai da Flora e da Bella e colunista do Sechat.(Créditos da imagem: Sechat/Arquivo)

Por Fernando Paternostro

Você é a soma das suas experiências e do repertório que acumulou. Simples assim. E mais, essa soma nada mais é do que aquilo que você conseguiu absorver e aprender de  tudo que aconteceu com você. Ou seja, não basta passar por uma experiência, é preciso  tirar um aprendizado dela e incorporá-la ao seu acervo para que você cresça como indivíduo e possa passar esse novo conhecimento adiante. E isso, naturalmente, gera  diferentes pontos de vista. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

E no mercado da Cannabis, é claro, não poderia ser diferente. O ponto de vista  predominante no mercado é o de tratar doenças patológicas comprovadas com estudos  clínicos; e isso é o que prevaleceu desde o início desse mercado no Brasil. Acontece  que, naturalmente, um novo ponto de vista surgiu em relação aos benefícios do  tratamento com cannabis: o da melhora da qualidade de vida, do bem-estar e da saúde  mental. E um dos discursos que mais tem tido aderência até então é o da utilização  dentro da prática de atividade física e do esporte. 

Utilizar cannabis medicinal no esporte é algo novo, muito novo. Tão novo que não  existem estudos clínicos que comprovem a eficácia desse ponto de vista. No entanto, os  desconfortos, lesões e dores crônicas resultantes da prática de atividade física podem  ser tratados com cannabis e cada vez mais pessoas estão recorrendo aos seus médicos  para saber mais sobre o assunto. E então o leque se abre para prevenir ansiedade,  insônia, inflamações, dores crônicas, regular o apetite, entre tantas outras reações que se  pode ter dentro do esporte e do dia-a-dia. E essa é a beleza desse novo ponto de vista  sobre a utilização da cannabis medicinal: praticamente qualquer um pode se beneficiar  de um tratamento.  

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Cannabis no esporte (Foto: Reprodução)

Isso quer dizer que o paciente (paciente?) tem agora liberdade para abordar seu médico  e questionar sobre o tratamento em que se encontra. Esse empoderamento humano está  fazendo com que a demanda por Cannabis Medicinal cresça numa progressão  geométrica impressionante. E claro, quem não sofre com algum tipo de anseio hoje em  dia? Quem consegue não ter ansiedade? E dormir como uma criança então? Só quem  tem insônia sabe a dificuldade que é deitar, fechar os olhos e simplesmente dormir a  noite toda. Esses fatos trazem a cannabis medicinal para o protagonismo da história mais  longa que conhecemos: a nossa própria. 

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

E será então essa planta, com todo o ruído que a cerca, uma das soluções mais incríveis  para melhorar a saúde mental de nós seres humanos? Só posso afirmar o que sinto no  meu coração, com a minha intuição; e que me diz o tempo todo: foco, perseverança e  paciência são as melhores características que podemos ter agora para ajudar a empurrar  a Cannabis para o centro desse dilema humano que persiste através dos tempos:  

O que queremos como humanidade? 

Do meu lado, deixo o convite para que você, que está lendo esse texto, reflita sobre  utilizar a cannabis como uma oportunidade de transformação. E entenda que não existe,  nem nunca existiu, uma fórmula mágica que vai resolver seus problemas. O que existe são janelas de oportunidade onde cada um de nós pode agarrar e fazer valer uma mudança estrutural de estilo de vida. Uma mudança saudável, que irá  trazer benefícios intangíveis e irrefutavelmente mudar seu jeito de ser. A cannabis pode  sim, ajudar com isso, te dando o espaço interno necessário para que você consiga  refletir sobre suas prioridades e focar naquilo que irá te fazer bem. 

Sim, o tratamento de patologias com cannabis é essencial e fundamental. Mas não, não  é o único caminho. E deixo aqui meu convite para que, quem pensa de outra maneira,  entenda como diferentes pontos de vista podem coexistir num mesmo ecossistema, e  como é importante que isso aconteça. A cannabis no esporte veio pra ficar, e os  benefícios na saúde mental também.  

Viva a saúde!

*Fernando Paternostro é empresário, triatleta, criador do Atleta Cannabis, pai da Flora e da Bella e colunista do Sechat.

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e não correspondem, necessariamente, à posição do Sechat.

Veja as últimas colunas publicadas no Sechat: 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese