Cannabis na recuperação muscular

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Arquivo/Sechat)

Por Sofia Missiato

Raoni Barcelos, lutador de MMA brasileiro que compete no Ultimate Fighting Championship (UFC), é o atleta convidado a participar da live Sechat desta terça-feira (20/09). O projeto semanal, que acontece às 19h pelo canal do Instagram (@sechat_oficial), tem como objetivo entrevistar personalidades que trazem luz na discussão da cannabis medicinal. A live é apresentada pelo jornalista especializado no setor, João R. Negromonte.

Raoni Barcelos, carioca de 35 anos, foi cinco vezes campeão nacional brasileiro de wrestling e três vezes campeão peso pena da Resurrection Fighting Alliance no MMA. Em 2017 entrou no UFC na categoria Galo.

Teve como grande referência o  pai, Laerte Barcelos, que na década de 1980 competiu pela Seleção Brasileira de Luta Livre, além de ser cinturão coral 7º grau no jiu-jitsu. 

Desde 2018, a Agência Mundial Antidoping retirou o canabidiol da lista de substâncias proibidas em razão de  estudos que evidenciam a relevância dos princípios ativos da cannabis sativa. Raoni Barcelos já relatou que há algum tempo utiliza a terapia canabinoide para tratar as consequências de vivenciar um esporte intenso que exige desgaste físico e psicológico já que o canabinoide atua na recuperação muscular, aliviando a dor dos atletas. Confira isso e muito mais amanhã na página do Sechat!

Serviço

Live Sechat com o lutador Raoni Barcelos

Apresentação: João R. Negromonte

Data: 20/09/22, às 19h, pelo perfil do Sechat no Instagram (@sechat_oficial)

Deseja enviar antecipadamente suas perguntas?

– Acesse as redes sociais do Sechat:

>>> Instagram

>>> Facebook

>>> Twitter

– Pelo e-mail contato@sechat.com.br

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese